Feeds:
Posts
Comentários

História

Adriano e Herbert Kowalesky

Adriano e Herbert Kowalesky

 Olá amigos seguidores do nosso fotoblog, no último dia 17/06/2011 entregamos o nosso querido TÉKINFIN ao novo proprietário. Trara-se do Sr. Arthur que reside em São Vicente, litoral sul de São Paulo. Naquela cidade o barco ficará poitado.

Foram momentos de imensa felicidade que passamos a bordo deste querido barco. Todos sabemos que barco não é só divertimento, alegria permanente, despreocupação. Eles nos dão muito trabalho de manutenção , reparos e conservação. Mas vale a pena desde que bem mantidos e conservados.

Desejo ao seu novo proprietário muita sorte e felicidade com o trawler que agora terá novo nome escolhido pelo Sr. Arthur : BARNABÉ.

Breve retomaremos as postagens no blog, com um novo barco que, provisóriamente será uma lancha de pesca. Abraços a todos e até breve.

Nós, Adriano Kowalesky e Herbert Kowalesky, respectivamente filho e pai, amigos e companheiros de várias aventuras, pescarias, mergulhos e apuros no mar resolvemos nos aventurar a procurar uma traineira ou barco de madeira, pois precisávamos de mais espaço e conforto para que nossas viagens pudessem ser mais longas. Sempre tivemos embarcações que iam de 16 a 32 pés, de infláveis, alumínio a fibra mas nunca um de madeira e de grande porte.

Há mais ou menos 6 anos começamos a viajar o Brasil (Santa Catarina, Rio, Bahia e Maranhão) em busca de um barco ideal; Ideal era aquilo que acreditávamos que seria adequado ao nosso uso, mas é importante comentar que não conhecíamos nada de embarcação de madeira, dessa forma começamos a aprender a cada viagem e, foram muitas viagens !. Conhecemos mais de 200 barcos mas ainda não tínhamos uma opinião formada, então … em meados de 2006 resolvemos buscar um construtor de barcos na Barra da Lagoa/SC onde começamos a conversar para realizar nosso sonho: construir um barco. Foram mais algumas viagens mas quanto mais viajávamos de SP para SC imaginávamos como seria cansativo tocar este projeto que poderia levar dois anos Estávamos quase desistindo . . .

Em janeiro de 2007 olhamos um anúncio de um barco de madeira que ficava em Arraial do Cabo, na Praia dos Anjos, era aquele, tínhamos encontrado !!!!!. Nos preparamos e fomos dispostos a voltar navegando, isto é, claro se estivesse em bom estado. Era um barco de uma operadora de mergulho.

Chegamos na Praia dos Anjos no final da tarde, ficamos em uma pequena pousada e aquela noite foi longa pois ficamos conversando e discutindo a viabilidade até tarde. No dia seguinte fomos conhecer o barco, muito bonito mas não era o que buscávamos, era mais uma viagem!. Na mesma tarde resolvemos dar uma volta entre os barcos de pesca, pois iríamos embora no dia seguinte quando fomos abordados por uma pessoa oferecendo seu impecável barco para um passeio turístico, era um barco que tinha acabado de sair do estaleiro, tinha sido totalmente reformado e aquele dia seria seu primeiro passeio !!!! Parecia que estávamos pensando o mesma coisa. Era um barco extremamente bem construido e com o convés totalmente aberto o que nos permitiria construir o que imaginávamos como ideal.

Barco no dia da compra

Barco no dia da compra

Experimentamos e fizemos todos os testes e averiquações possíveis, depois começamos a negociar e conseguimos fechar a compra do barco. O barco seria entregue em S.Sebastião, uma semana após o fechamento do negócio.

No dia combinado estávamos nós dois ansiosos a espera do barco e a previsão de chegada no Pier do Pontal da Cruz em S.Sebastião era as 19:30hs, chegando efetivamente as 20:20hs quando então assumimos o comando, traçando a primeira perna da  rota para a ilha Montão de Trigo e a segunda perna para Pedra do Corvo na entrada do canal de Bertioga. Era uma noite muito escura e com baixa visibilidade onde nosso GPS foi nosso comandante em toda viagem.

Ao avistar a luz encarnada do faról da Pedra do Corvo tínhamos a certeza que nosso sonho estava sendo realizado e que seria o começo das nossas aventuras com o Trawler Tékinfin.

O Trawler reconstruído

O Trawler reconstruído

O Nome TÉKINFIN foi criado pela minha mãe, Yara, pois após tantas viagens no dia que confirmamos a compra do barco exclamou: … TÉKINFIN !

Yara e Filho do Adriano (Herbert K. Kowalesky)

Yara e Filho do Adriano (Herbert K. Kowalesky)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.